Mais um ano chegou com toda a sua promessa de um novo começo, de uma tela em branco.

Feliz Ano Novo

Para quem pinta, sabe que uma tela em branco nem sempre é assim convidativa. Ela parece por vezes intimidadora pois não sabemos por onde começar. Mas quem pensa nisso ao desejar um novo começo?

Começar do zero é difícil. Exige muita coragem. Começamos o Ano com a crença de que tudo é virgem, como uma tela nova. Mas isso não é verdade. Para começar novamente precisamos jogar fora o velho, limpar, talvez até mesmo repintar a nossa tela de branco. Uma única gota de preto torna qualquer branco cinza.

Assim é o Ano Novo. Possibilidades infinitas, mil resoluções mascaradas por uma promessa do novo. Mas continuamente caímos no confortável do velho, trabalhando por cima de uma composição antiga, repleta de vícios.

Quando pintamos por cima de uma pintura, impreterivelmente somos influenciados por aquilo que está em baixo. Mas se você olhar com desprendimento é possível criar algo novo.

Que neste ano possamos nos desprender efetivamente de tudo aquilo que não nos faz bem. A tela não precisa estar em branco porque na vida não existe recomeçar do zero. Mas que todas as influências do passado sejam boas, que tenham servido como aprendizado, e que nos motivem a seguir adiante com mais força e sabedoria.

Que este ano esteja repleto de boas escolhas. E quando errarmos nas escolhas, que o aprendizado seja a motivação. Assim construimos uma linda pintura da nossa vida. Com muita história, única e que possa ser contemplada com satisfação.